13 de jul de 2009

falando palavrão

qdo a minha caçula nasceu, no expulsivo, eu me lembro que eu punha a mão na minha testa e só falava (de mim, para mim mesma): "putaquipariu, onde eu estava com a cabeça?...".
ela nasceu com parteira, sem anestesia nenhuma, por minha escolha.
eu só falava palavrões, pra espanto do povo que assistia (tinha uma pequena multidão de enfermeiras assistindo ao parto, além do marido e da parteira).
hoje o uol publicou a notícia de que foi feita uma pesquisa na inglaterra e se concluiu que falar palavrão pode ajudar a suportar melhor a dor física... (aqui)
vou ali cobrar que marido se retrate comigo... eu estava só sentindo menos dor... rs

6 comentários:

Luuuuu... disse...

huahuahuahua, agora entendi pq eu só conseguia falar palavrão enquanto amamentava com dor.

B i a disse...

eu sou super a favor do palavrão,palavrinha e verborragia.
vai ficar com aquilo preso/eu hein,falo,xingo e priu;se bem que no meu tp,qdo eu estava acordada,só dizia,não quero massagem,não toca em mim,sai daqui,vai à merda,me deixa...

Tata disse...

putz.
eu esgotei meu estoque. nos dois partos.
=P
bjo!

thais disse...

hahahahahahahha

eu também, eu também. hauahuahauah

Dani Garbellini disse...

No meu parto, lembro das parteiras comentando algo mais ou menos com este sentido: está chamando Deus, está chegando a hora. E depois: palavrões, logo nasce. hehehe

Marilyn disse...

hehe... cheguei pra pitacar...
se eu soubesse tinha soltado alguns tb...