26 de jun de 2009

nem morta!



ainda sobre michael jackson: aqui um bom resumo do que eu senti, mas (bem) escrito por gente competente! eu, de fato não sou fã fervorosa do MJ, mas me entristece muito ver uma pessoa tão eletrizante, capaz de arrebanhar tanta gente com seu trabalho pop, morrer assim, de modo besta, e tão novo...
olhando pra foto dele novinho, ele não era um negão lindo? olha o q "restou"... um freak!
o que esse povo tem na cabeça???

***
qto à aluna, NEM MORTA eu dou de graça a nota que ela precisa! tem que se esforçar, minimamente, né? tem que merecer. não adianta só a "carinha pidona".
de graça, nem injeção na testa!
* * *
atualizando: ontem à noite, a menina fez de novo a MESMA prova. 10 questões. teste. acertou 6. precisava de 8. não vai passar. não merece, né?

25 de jun de 2009

:o/

a farrah fawcett e michael jackson morrem no mesmo dia?
TODOS os ícones da minha geração 'tão indo embora...
e eu não conheço esse mundo novo q tá aqui...
apliquei exame pra uma de minhas turmas ontem. corrigi a prova de uma menina com ar de pidona. estávamos quase sozinhas na sala. ela tirou 5, mas precisava de 8. peguei uma nova prova, em branco, e dei pra ela refazer a prova. ela fez em 5 minutos. e tirou 3.
eu não conheço esse mundo mesmo. na minha época, professor nem dava bola pra aluno, qto mais chance... e aluno, se tivesse chance, dava conta do recado! rs

23 de jun de 2009

a vida passa rápido demais...

(A Vida Passa Rápido Demais 1, William Douglas)

Faze-me ficar quieto, bem quieto.
Apenas senta-te ao meu lado,
E deixa a vida passar,
Porque ela passa rápido demais,
Porque ela é muito triste,
Porque ela é muito bonita.

Por isso, apenas fica aqui, ao lado,
Bem do lado,
Tanto que eu sinta teu perfume,
Tanto que eu sinta tua respiração,
Porque a vida passa rápido demais,
Porque ela não pára.

Fica comigo, me dá um abraço,
Tudo enquanto a vida passa,
Porque ela é triste,
Porque ela é rápida.
Olha, ainda que apenas uma vez,
O horizonte comigo,
Sorri comigo ainda que seja apenas uma vez,
Divide comigo um prato, um sorvete,
Algum dos teus momentos,
Porque a vida é tão curta,
E às vezes a memória tão falha,
E às vezes tão forte
(que é o único bem que nos resta).

Fica comigo um pouquinho,
Antes que a vida passe,
Porque ela passa rápido demais.



(A Vida Passa Rápido Demais 2, William Douglas)

É absolutamente impossível sorver tudo,
É impossível ler tudo, ouvir tudo,
É impossível contar, falar, descrever tudo.
A vida não dá tempo para quase nada,
Não dá para ser um cirurgião, um poeta, um juiz,
Um professor, um atleta, um explorador.
Há tempo de menos,
Tarefas demais,
Obrigações, necessidades,
Há convites, compromissos, há tantas coisas.
Parece que não dá tempo
/nem mesmo para assistir
/a todos os filmes legais,
Porque a vida é curta demais.
Não dá tempo para rever todos os amigos,
Para conversar com todos,
Para sair todos os finais de semana,
Quase não dá tempo para se ter filhos,
Para se brincar com eles,
Para se estar com os pais,
Com os primos, os tios, os sobrinhos,
Não há tempo para se olhar o pôr-do-sol todos os dias,
Às vezes, não há nem sol...
A vida passa rápido demais,
Tanto que eu queria ter mil vidas,
Que o dia tivesse, pelo menos,
/mais doze horas,
que todos já nascessem ricos,
e que só fosse permitido trabalhar-se
/umas três horas por dia,
e que todos nos reuníssemos, sempre,
e que fosse tudo isso possível.
E então, ao perceber toda essa rapidez,
Toda essa corrida, toda essa pressa,
Toda essa lentidão, esse caos no tempo,
Toda essa vida linda escorrendo fugida,
Ao perceber tudo a me fugir das mãos,
Ao ver a vida passar tão rápido,
Então eu me encanto com a idéia da eternidade.


lindo, não?
a vida passa rápido demais...

11 de jun de 2009

movimento do graal



anteontem cheguei em casa e encontrei minha "cruz" na mão da minha caçula.
fiquei perplexa! eu tinha perdido ela há anos atrás, qdo ainda morava no apartamento. embutuquei em algum lugar, e nunca mais encontrei... pensei que ia achar na mudança (feita há 1 ano e meio atrás!), mas qual! já estava até resignada...
e eis que ela surge, segundo as meninas, enfiada no sofá. teria algum sentido se fosse no sofá trazido do apartamento, mas não, era na poltrona herdada da antiga proprietária...
é a minha cruz, sem dúvida alguma. como foi parar na poltrona, ninguém sabe, ninguém viu...
enfim, não importa! fiquei contente, muito contente. quem sabe as coisas não começam a tomar outro rumo?...
hoje achei o site da livraria do graal. me inscrevi na palestra de julho. a editora é na rua da minha amiga f.. coincidência é pouco!!!
o movimento do graal teve um lugar muito importante na minha vida. acho que está na hora de voltar a estudar os ensinamentos de Abd-Ru-Shin.

8 de jun de 2009

paulo francis

"Dizem que ofendo as pessoas. É um erro. Trato as pessoas como adultas. Critico-as. É tão incomum isso na nossa imprensa que as pessoas acham que é ofensa. Crítica não é raiva. É crítica. Às vezes é estúpida. O leitor que julgue. Acho que quem ofende os outros é o jornalismo em cima do muro, que não quer contestar coisa alguma. Meu tom às vezes é sarcástico. Pode ser desagradável. Mas é, insisto, uma forma de respeito, ou, até, se quiserem, a irritação do amante rejeitado."

meu pai sempre gostou das tiradas do paulo francis. eu era pequena demais para entender, ou para acompanhar a ironia que animava o velho... e agora, sou velha demais para resgatar isso com meu pai.
desencontro é isso.
mas é sempre possível tirar algo de bom. pra quem acha que eu "ofendo" com algumas colocações na net, a citação serve como uma luva, não?...

um bom resuminho de quem foi paulo francis vc pode ver aqui.

4 de jun de 2009

bom senso comum

Sou leitora da coluna e vejo o senhor criticar frequentemente o senso comum. Não é o mesmo que bom senso? Qual é o problema com o bom senso?

O senso comum é completamente diferente do bom senso. É uma das vantagens da nossa língua (em inglês, as duas coisas são o "common sense"). Eles não têm um termo apropriado para diferenciá-las. Tenho dito que o senso comum é a religião mais praticada no mundo. E explico: ele depende de fé e não de explicação. Quando alguém diz "mãe é mãe" faz uso do senso comum. Supõe que você tenha fé na afirmação e a obedeça, amando e acatando sua mãe, não importa que tipo de pessoa ela seja.

O bom senso é o sentido de lógica com que nascemos. Meu filho -que foi criado sem religiões- deu um ótimo exemplo de bom senso quando ouviu pela primeira vez os dez mandamentos. Perguntou por que não havia um mandamento sobre honrar filhos e filhas. O senso comum acata; o bom senso estranha e pergunta. O senso comum não explicita, alude ("você tem que ir porque é meu namorado"); o bom senso quer saber o que é um namorado, e por que ele tem que ir, já que está achando um programa de índio. O senso comum diz: "É porque todo mundo faz assim". Resposta muito usada no episódio das passagens aéreas do Congresso. Já o bom senso questiona se é ético ou não. Precisamos muito do bom senso.

Francisco Daudt, na Revista da Folha