22 de jan de 2009

Conto de Fadas para Mulheres do Século 21

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa, independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã.

Então, a rã pulou para o seu colo e disse:

- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...

Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:

– Nem fudendo !

(Luís Fernando Veríssimo)


[não tenho como comprovar a autoria, mas q o conto é bom, é!!!!]

4 comentários:

Rosana Oshiro disse...

eu não comeria a rã! huahuauhahuahua
mas adorei o conto! =op

beijo

Fabiola disse...

kkk
triste!

Luiz disse...

Fiquei imaginando 2 cenas: o seu sorriso lendo essa estorinha e voce dizendo nem fudendo

By the way: comi rã pela primeira vez nessa ultima viagem. E não era uma principe. rs

B i a disse...

eu não como rã...por enquanto.
mas o nem fudendo falo sempre.

ah.os disquinhos,qm já havia me indicado,via o segundo link.muito bom messsmo.