24 de dez de 2008

sobre o natal

eu tenho boas lembranças do natal na minha infância. boas.
e penso q proporcionei boas lembranças de natal para meus filhos maiores. não sei se a caçula terá as mesmas (boas) lembranças... os tempos são outros, estamos mais céticos, mais calejados... acho q natal, afinal, é uma questão de inocência, não?...
enfim...
não vamos passar esse natal em casa, como eu havia planejado, há um ano atrás. ainda estamos no meio de uma reforma-monstro, q vai deixar minha casa muito gostosa. quando conseguir terminar!
acho q vou planejar natal em casa no ano que vem!!! aliás, vou planejar o próximo natal NA PARTE NOVA DA MINHA CASA!!! isso.
e compartilho aqui um texto ótimo de uma escritora chamada clotilde tavares, q eu li por indicação da zel.

Muitas das coisas que fazemos hoje em dia são aquilo que os estudiosos do folclore e da tradição chamam de “sobrevivências”, práticas e comportamentos que estão profundamente arraigados no DNA da Humanidade. Quando você enfeita a árvore de Natal, faz isso porque os povos antigos enfeitavam os carvalhos, que eles consideravam sagrados e que estavam despidos de folhas no rigoroso inverno europeu. Enfeitavam estas árvores para atrair de volta o espírito da natureza, que se pensava que havia fugido.

e eu nem enfeitei minha árvore, no meio de tanta poeira da reforma... ai!
de qualquer maneira, desejo que vcs tenham uma boa ceia de natal, cercados de amor e equilíbrio.
e que venha 2009!

Um comentário:

B i a disse...

Tudo em dobro pra vc!