7 de ago de 2007

amamentação prolongada

Meu primeiro filho (q amanhã completa 19 anos!) mamou até 8 meses (os 6 meses iniciais só no peito). Contra tudo e contra todos. Mãe, sogra, pediatra... “dá um chazinho”... “dá um suquinho”... “segue aqui a lista de introdução de alimentos (para crianças de 4 meses)”... Aos 8 meses, cansada de tanta pressão, e já retomando minha “vida social”, desmamei o menino, afinal, “ele já havia mamado tanto” (palavras de todo mundo).
Minha filha do meio mamou apenas até 5 meses. Retornando ao trabalho em tempo integral, foi a coisa mais fácil desmamar uma criança com 5 meses... Mas o pediatra me garantiu que já era tempo mesmo... Ledo engano!
Minha filha caçula mama até hoje, passados 3 anos e 8 meses de seu nascimento. Ela veio na época mais atribulada da minha vida, estou cheia de compromissos, agora tenho um estúdio e dou aulas à noite. Mesmo assim, a amamentação não foi um problema, a gente conseguiu driblar os horários, a introdução dos alimentos foi feita bem mais tarde, no ritmo dela (por volta de 9 meses), e ela é uma menina equilibrada, carinhosa, saudável.
Amamentação prolongada é fundamental na vida de qualquer criança, pois é de sua natureza mamar por bem mais que uns poucos meses! Eu percebo isso comparando minha experiência com meus filhos mais velhos e com minha caçula!
Hoje eu entendo que eu deveria ter ouvido mais minha intuição, e que amamentação é muito mais que alimentar com leite, amamentação é dar amor, é se relacionar, é estar presente, é olhar nos olhos, é dar conforto, é estar sempre ao alcance de um colo!
* * * * * * * * * * * * * *
desde ontem, está acontecendo um rebuliço lá no blog da Matrice...
resumidamente (vou tentar, pq quem me conhece sabe q eu não sei sucinta!), no início do blog eu criei uma página onde eu pretendia publicar posts sobre os equívocos da amamentação, garimpados na net (e portanto, públicos, no meu entender). no final, por inércia, por não ser exatamente importante, essa página acabou ficando com um post só (apesar de eu ter mais alguns outros textos colecionados), meio esquecida.
uma amiga da dona do post publicado finalmente achou o texto, e se sentiu ofendida (essa pessoa tb está passando por um momento de dificuldade na amamentação do filho, está complementando sob a orientação do pediatra); avisou a dona do texto, fez um auê! várias mulheres se manifestaram, chamaram a gente de irresponsável, de xiitas, afirmaram q a gente prefere um filho passando fome só pra não dar o braço a torcer e manter a amamentação exclusiva!!!
gente, q viagem!!!
o problema é q compromete todo um trabalho bacana, de formiguinha!
todo um blog, repleto de posts legais, de depoimentos lindos, de textos q remetem à uma reflexão, e a única coisa q aquelas malucas conseguem reclamar é q eu tentei piratear o texto alheio (??), q o grupo não respeita mães q não amamentam (aonde isso???), pior, q o grupo faz distinção entre mães q amamentam - q seriam a nosso ver mães mais amorosas - e mães q não amamentam - mães menos valorosas...
alguém toca a campainha, q eu quero descer!!!!!
o post foi apagado do blog, mas estou pensando seriamente em publicá-lo aqui, logo mais...

10 comentários:

B i a disse...

ai que baffon
mas vc sabe que essas mães adoram se fazer de vitímas,de coitadas e mau tradadas por nós que amamentamos demais,que parimos de forma irresponsável...
aí de uma agulha,elas tecem uma colcha sem fim...

publica aqui,que eu publico no meu,afinal,como vc disse,tá na net...

Ana Cláudia Bessa disse...

Ana, xar� me manda teu e-mail!

Quero falar do baffon a� de cima...rs...mas em off � melhor...hehehe
Contar uma experi�ncia que tive. Vai ficar meio longo, capaz de travar...rs...

Bjos.

anaclaudiabessa@uol.com.br

Kath disse...

Oi Ana... Menina, toda hora que eu tentava chegar em você lá no Masp alguém aparecia na minha frente antes e quando eu ia ver você desaparecia.... Desculpaaaa!! rs... Eu até dei umas acenadas de longe mas o dia estava cheio, né? Fica pra próxima, rs rs...

Aqui http://kathinha.buzznet.com/ tem algumas fotos, mas ainda não tive tempo de publicar todas. Pode deixar que vou tentar mandá-las pra vc hoje a noite...

Sobre o caso que você falou... Essa discussão me lembra as acusações e brigas terríveis que existem entre os defensores do parto normal e os cesaristas. As pessoas se ofendem mesmo, mas geralmente é porque isso mexe com algo que incomoda. Paciência, vocês tem um trabalho lindo e acho que nada pode mudar isso.

Ah, o blog da Matrice é bloqueado aqui no meu trabalho, vou tentar acessar de casa, tá?

Graaaande beijo!!

thais disse...

ah, eu cansei de ficar respondendo ao "ainda mama?". argh. me dá nos nervos. he he he he

óia, tem mulher com mania de perseguição... heeheheheh (não vc, tá. aquelas doidas lá)
relaxa, viu?
beijo

Renata disse...

puxa, querida, bem que eu queria mesmo ter batido mais papo contigo no masp. mas também a gente chegou meio tardinho, acabou não dando mesmo. adorei tua 'observação' minha e do Rê, obrigada! a gente se chamega o tempo todo mesmo, rs. quando as meninas deixam, né?
flor, vc sabe que quando eu li a seção dos equívocos lá no blog de vocês eu pensei nessa possibilidade? da dona do depoimento encontrar aquilo lá e armar um barraco? acabei nem comentando nada porque achei que vocês já deveriam ter pensado a respeito... deveria ter comentado, né, pelo menos vocês ficavam mais preparadas. mas olha, essas coisas são complicadas, mas não deixa isso desanimar vocês não, por favor. o trabalho que vocês estão fazendo é maravilhoso e especial, e muito maior do que essas pequenices. o problema é que essas pessoas passam por um processo profundo de 'auto-convencimento', para convencer acima de tudo a si mesmas que não conseguir amamentar foi uma obra divina, destino, sei lá. e não que poderiam ter tentado mais, ter ido contra as dificuldades, etc. então elas não querem que se mostre as evidências, que se fale a respeito, etc. simplesmente porque elas não querem chegar à conclusão que tudo poderia ter sido diferente...
enfim, já falei demais, né? mas eu vim aqui mesmo pra te chamegar!! :O)
vou passar lá no blog da matrice depois pra dar uma espiadinha...
beijoca e parabéns mais uma vez, o trabalho de vocês tá lindo, de dar orgulho.

lccm disse...

êta menina, toca a campainha que eu vou colocar voce novamente pra dentro. Sugiro uma abahianada ou acariocada, relaxa, deixa que digam, que pensem, que falem, deixa isso pra lá, vem pra cá, qué que tem...(Wilson Simonal, Jorge Benjor e etcs). Filosofa. Não liga, não se deixe atingir, se voce não se deixar atingir, não existe. Eu deixaria tudo lá no matrice, democraticamente. E continuaria a construir esse mundo lindo, que voce está construindo, da amamentação imediata e prolongada. Não enviei só por e-mail, não. Postei no multiply. Gente até dos States enviou mensagem elogiando. Todos os aplausos para voce. Fecha o pano.

Bettina disse...

Ana b., esquece! O trabalho de vcs tá tão lindo que não merece o tempo, a energia e o stress gastos em defesa. Tá lá, tá público, a cada dia vocês ganham mais público, o blog tá super legal, os produtos de vocês estão esgotados, o evento de sábado foi um sucesso, que mais precisa para provar que vcs estão no caminho certo? Criaturas atravessadas sempre vão existir, essa não foi a primeira e não será a última a atravessar o caminho de vocês. Essa alteração toda dela só mostra que lhe falta a convicção, a certeza.... bjkas

Suzana, Paulo, Theo & Joca disse...

Anabê!
Ai que nem deu pra gente se falar direito lá no masp... E ainda vi o que aconteceu no blog da Matrice, anteontem mesmo, antes de vcs darem a resposta... e eu nem dormi direito pensando numa resposta para aquelas coitadas, que acabei deixando para lá, pois não merecem que eu gaste o meu latim... Elas nunca iriam entender mesmo, né não? Não conseguem enxergar um palmo à frente do que não seja o umbigo delas! ...... So.... nevermind.... Deixa prá lá... então... Não chegou nada ainda não... Infelizmente.... Mas depois eu te conto melhor pq esse comentário já está virando um post!!!!

Suzana, Paulo, Theo & Joca disse...

Anabê!
Esqueci:
Um beijinho com carinho,
(*

Chrys disse...

Ana B!
Tempo q nao apareço né, mas nao podia deixar de comentar. No fim das contas eu (pessoalmente) acredito que existe diferenca entre a mae que amamenta e a que nao o faz, e existe diferenca entre as que nao amamentam, as que realmente nao puderam (rarissimos casos) e as que nem tentaram, o que aqui onde estou agora, sao a maioria absoluta, e me revoltam e me enojam. O que mais vejo aqui (e me da vontade de dar na cara) é bebe recem nascido com mamadeira, super pratico, a mae ta andando pela rua e o bebe mamando muito comodamente, isso pra mim é falta de vergonha na cara mesmo. Enfim, lutar contra a corrente nao é facil mesmo, mas gracas a Deus que existem pessoas que decidem nao aceitar o que foi imposto pela sociedade podre e doente em que a gente vive. E gracas a Deus por pessoas como vc que se disponibilizam a ajudar as que decidiram a lutar contra a corrente mas estao sozinhas nessa luta. Força, que vc ainda tem muitas vitórias pela frente!
Um beijao!